Carreira de EPPGG é debatida no EnANPAD 2014 no Rio de Janeiro

 O EnANPAD 2014 foi realizado entre 14 e 17 de setembro na cidade do Rio de Janeiro-RJ. Foto: Aleksandra Santos / Arquivo pessoal

O EnANPAD 2014 foi realizado entre 14 e 17 de setembro na cidade do Rio de Janeiro-RJ. Foto: Aleksandra Santos / Arquivo pessoal

Trabalho analisa e compara atitude dos EPPGG, APO, AFC e ATI com a carreira e seus aspectos positivos e negativos

Dentre as onze divisões acadêmicas do XXXVIII Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisas em Administração (EnANPAD 2014), uma delas, a Gestão de Pessoas e Relações do Trabalho, teve como tema “Gestão de Carreiras”. E foi ali que um trabalho comparou a relação dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG), Analista de Planejamento e Orçamento (APO), Analista de Finanças e Controle (AFC) e Analista em Tecnologia da Informação (ATI) com a carreira escolhida. O debate fez parte do evento realizado entre 14 e 17 de setembro no Rio de Janeiro-RJ.

O estudo é chamado de Comprometimento e Entricheiramento em Carreiras de Estado, e contou com a participação da vice-presidente da ANESP, Aleksandra Santos, além dos professores da Universidade de Brasília (UnB) Jairo Eduardo Borges-Andrade e Jacob A. Laros. Segundo Aleksandra, o estudo tem como objetivo investigar diferenças entre as carreiras estudadas no que se refere aos dois construtos da pesquisa (Comprometimento e Entrincheiramento).

“Comprometimento com a Carreira é um vínculo de natureza afetiva composto por três fatores: apego emocional à carreira; planejamento e estabelecimento de metas de carreira; e resiliência, que é o comprometimento face à adversidade. Já o entrincheiramento trata sobre o preço a ser pago em caso de mudança de carreira e é também composto por três fatores: investimento (tempo, dinheiro e capacitação); custos emocionais relacionados à ruptura das relações; e falta de alternativas, opções, para uma mudança de carreira”, explica Aleksandra.

De acordo com a pesquisadora, os maiores escores de comprometimento foram observados na carreira de EPPGG e os maiores escores de entrincheiramento, na carreira de ATI. “Pode-se concluir que aspectos disposicionais como diversidade de padrões remuneratórios, mobilidade ou atribuições podem estar relacionadas aos distintos graus de comprometimento e entrincheiramento encontrados. Vale lembrar também que a carreira de EPPGG, apesar de possuir mobilidade relativamente maior, apresenta níveis mais elevados de identidade, apego emocional e comprometimento, este último um dos mais significativos preditores do desempenho”, avalia.

REGE - Revista de Gestão da USP
Além dos trabalhos apresentados e debatidos, o EnANPAD 2014 foi palco do lançamento do volume 21, nº 1, da Revista de Gestão (REGE) da Universidade de São Paulo (USP), que dedicou um artigo específico aos EPPGG.

Clique aqui e acesse o artigo Competências para a Carreira de Gestores Governamentais: Desenvolvimento e Evidências de Validade de uma Escala, também de autoria da EPPGG Aleksandra Santos.