Carreiras de Estado intensificam movimentação no Senado contra reforma da previdência

Alex Canuto em reunião no gabinete do Senador Sérgio Petecão

Alex Canuto em reunião no gabinete do Senador Sérgio Petecão

As entidades que integram o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), entre elas a ANESP, intensificaram as atividades de combate à reforma da previdência no Senado Federal. Uma sequência de reuniões com senadores foi realizada desde o início do mês, em parceria com representantes da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas). 

As articulações desta semana ocorreram na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, ocasião em que o Fonacate se fez representado na audiência pública para discutir a reforma da previdência, e no gabinete do Senador Sérgio Petecão (PSD/AC), onde os integrantes do Fórum, entre eles o Presidente da ANESP, Alex Canuto, foram recebidos pela equipe do parlamentar. Na semana passada, as reuniões foram com os Senadores Tasso Jereissati (PSDB/CE), relator da PEC na CCJ; Angelo Coronel (PSD/BA); e Izalci Lucas (PSDB/DF). A Presidente da CCJ, Senadora Simone Tebet (MDB/MS), também recebeu os representantes do Fórum no último dia 07.

As carreiras centram fogo em quatro tópicos considerados mais danosos na reforma: alíquotas (progressivas e extraordinárias); regras de transição; desconstitucionalização; e pensão por morte. Há também questões adjacentes que são tratadas à medida em que as conversas evoluem, como as pautas de defesa da atuação dos servidores. 

“Nosso papel está sendo o de tentar desconstruir algumas das falácias sobre a reforma, como a de que ela estaria acabando com privilégios de servidores. Os verdadeiros privilegiados desse país são aqueles corruptos que possuem foro privilegiado para escapar da lei, e que agora ainda querem perseguir membros dos órgãos de controle, atacando carreiras meritocráticas de Estado. Tudo isso é cortina de fumaça para encobrir a quebra de contrato e o aumento de carga tributária que essa reforma da previdência representa”, comentou o Presidente da ANESP, Alex Canuto, que participou de parte das atividades do Fonacate.