Chinaglia reforça importância da MP das carreiras típicas

 Foto: Marina Mercante

Foto: Marina Mercante

Na tarde de hoje, representantes das carreiras de Estado se reuniram mais uma vez com o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, para tratar do atraso na edição da Medida Provisória que concederá reajustes salariais. A ANESP foi representada pelo diretor Roberto Pojo.

Chinaglia disse que conversou com o Paulo Bernardo nesta quinta-feira e que confirmou a informação de que a MP está na Casa Civil.

"Sou contra excessos de MPs, mas neste caso sou a favor, por se tratar de tema relevante e urgente", afirmou o presidente da Câmara. Segundo ele, a única preocupação que tem é com a pauta. "Também prefiro que as duas Medidas Provisória saiam juntas, para agilizar o trabalho do Congresso", destacou.

Os dirigentes sindicais informaram que os servidores estão ansiosos, especialmente por conta de prazos legais que podem interferir na tramitação da MP, como o dia 31 de agosto, data limite determinada pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para entrada no Legislativo de matérias que tratem de reestruturação de carreiras e concessão de reajustes.

Chinaglia disse também que buscará informações na Casa Civil. O grupo que receberá remuneração por subsídio já havia conversado com o parlamentar na quinta-feira passada, ocasião em que o presidente da Câmara garantiu que na Casa não há qualquer resistência às MPs.

Fonte: Assessoria de Comunicação ANESP