Fonacate e Frentas permanecem articuladas para enfrentar reforma da previdência

Equipes de comunicação do Fonacate e da Frentas em evento de capacitação sobre a reforma da previdência

Equipes de comunicação do Fonacate e da Frentas em evento de capacitação sobre a reforma da previdência

As entidades que integram o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), entre elas a ANESP, mantiveram as atividades de articulação e definição de estratégias para a sequência das discussões sobre a reforma da previdência. Com a aproximação da retomada das atividades na Câmara dos Deputados, prevista para 6 de agosto, e possibilidade de votação da PEC 06/2019 em segundo turno nas próximas semanas, os dirigentes das associações e sindicatos que representam as carreiras de estado realizaram reuniões e eventos de capacitação interna sobre o texto da proposta.

Junto com a Frente Associativa dos Magistrados e do Ministério Público (Frentas), o Fonacate se dividiu em subgrupos para discutir, especialmente, questões relacionadas à comunicação sobre a reforma, articulação parlamentar e formas de se buscar os ajustes necessários ao texto aprovado em primeiro turno no plenário da Câmara. As entidades também reafirmaram os pontos da proposta que consideram mais urgentes de alteração: alíquotas (progressiva e extraordinária), regras de transição (pedágio), base de cálculo, desconstitucionalização e pensão por morte.

“Todas as associações e sindicatos mantiveram a atuação durante o período de recesso branco na Câmara dos Deputados. Na semana que vem, voltaremos à maratona de mobilização na Câmara e no Senado, dada a urgência do tema”, comentou o Presidente da ANESP, Alex Canuto.