Seges e Ipea firmam plano de trabalho para EPPGGs

Secretário de Gestão, Cristiano Heckert, e presidente Ipea, Carlos Von Dollinger, durante assinatura do plano de trabalho. Foto: Clésio Rocha/ME

Secretário de Gestão, Cristiano Heckert, e presidente Ipea, Carlos Von Dollinger, durante assinatura do plano de trabalho. Foto: Clésio Rocha/ME

A Secretaria de Gestão do Ministério da Economia e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) assinaram, na última terça-feira (28/5), plano de trabalho para orientar a atuação de Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGGs) que atuam na fundação. A proposta é garantir que os EPPGGs trabalhem em projetos estratégicos alinhados às atribuições da carreira.

Com vigência até o final de 2020, o plano de trabalho ao qual o Ipea aderiu prevê um conjunto de metas ligadas à agenda de modernização institucional liderada pela Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital. Além disso, define que os gestores que atuam no Instituto devem ser alocados em projetos estratégicos e em iniciativas conjuntas com o Ministério da Economia. Atualmente, 39 EPPGGs trabalham na fundação.

O plano firmado com o Ipea é o primeiro de uma série que a Secretaria de Gestão pretende firmar com órgãos que possuem EPPGGs em seus quadros. Cada qual respeitando as especificidades organizacionais e regras de mobilidade da carreira, estabelecidas pela Portaria Seges nº 140/2017. 

“Queremos mapear a atuação dos EPPGG, identificar onde eles estão atuando e como. Isso contribuirá para que a Seges, respeitando as regras de mobilidade características da carreira, alinhe cada vez mais a alocação dos servidores com as prioridades estratégicas do governo”, explicou o secretário de Gestão do Ministério da Economia, Cristiano Heckert, em matéria publica no site da Pasta. “Queremos um Estado mais eficiente e responsivo às demandas da sociedade”, completou.