Campanha de José Serra conhece anseios das carreiras de Estado

Em reunião do Fonacate, coordenador de campanha do tucano recebe carta-programa com demandas do funcionalismo público para os próximos quatro anos. Documento também será entregue para Marina Silva e Dilma Rousseff

 Foto: Priscilla Araújo/Anfip

Foto: Priscilla Araújo/Anfip

Entidades que representam as carreiras exclusivas de Estado entregaram ao comitê de campanha do candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, uma carta-programa apresentando anseios do funcionalismo público para os próximos anos. O documento foi recebido pelo coordenador de campanha Geraldo Biasoto, durante reunião do Fórum Nacional das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), realizada na terça-feira (14), na sede da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita (Anfip).

Os dirigentes aproveitaram a ocasião para discutir com o representante do candidato temas como segurança pública, Estado mínimo, aposentadoria dos servidores, fim da Desvinculação de Recursos da União (DRU) e a convenção nº 151 da Organização Internacional do Trabalho, que fala do direito de organização e de fixação das condições de trabalho na função pública. Falando em nome de José Serra, Biasoto defendeu que não há desenvolvimento social sem atuação protagonista do Estado. Portanto, o País precisa contar com uma estrutura pública que tenha organismos e carreiras sólidas.

O Fonacate também pretende entregar a carta para as candidatas Marina Silva e Dilma Rousseff. Entre outros pontos, o documento defende que o próximo governo deve presar pelo princípio da autonomia institucional e funcional das carreiras; respeitar o concurso como única forma de ingresso no serviço público; defender um sistema previdenciário público com paridade e integralidade entre ativos e inativos; e implementar uma política de qualificação e valorização contínua dos servidores de carreira.

Novas entidades
A reunião realizada pelo Fonacate também teve outros propósitos, além do encontro com o representante de José Serra. Um deles foi a aprovação de três novas entidades para compor o grupo. Passaram a fazer parte do Fórum a Associação dos Funcionários do Ipea (Afipea), a Associação Nacional dos Engenheiros Agrônomos do Incra (Assinagro) e o Sindicato Nacional dos Servidores Federais Autárquicos nos Entes de Promoção e Fiscalização do Mercado de Valores Mobiliários (SindCVM). No total, o Fonacate reúne agora 25 entidades representativas de carreiras de Estado. Uma delas é a ANESP.

Fonte
Assessoria de Comunicação ANESP, com informações da Ascom/Fonacate