ANESP integra Conselho Fiscal do Fonacate

Carreira de EPPGG passa a ter maior presença no Fórum das Carreiras Típicas de Estado. Ciclo de Gestão do Executivo Federal também tem representantes na Diretoria do grupo

A ANESP passa a integrar o Conselho Fiscal do Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate). A decisão foi tomada em Assembleia Geral do grupo realizada na última quarta-feira (12), em Brasília, que serviu para eleger a nova Diretoria Executiva para o triênio 2013-2015.

 Foto: Ascom/Sindifisco 

Foto: Ascom/Sindifisco 

De acordo com o presidente da Associação, Trajano Quinhões, essa articulação é positiva para aumentar a presença política da carreira de EPPGG perante as demais categorias típicas de Estado.

O Ciclo de Gestão do Executivo federal – integrado pelos gestores públicos - também se fez mais representativo na Diretoria. Dois representantes a integram: os presidentes das Associações dos Analistas de Comércio Exterior (AACE), Rafael Marques, dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle (Unacon), Rudinei Marques. Eles ocupam respectivamente os cargos de Vice-Presidente e de Secretário-Geral.

O novo presidente do Fonacate é o representantes da Febrafite, Roberto Kupski. A diretoria Executiva se completa com os dirigentes da ADPF, Anfip e SINAL nos demais cargos de Vice-Presidente.

Greve e valorização
Dois outros temas estiveram em pauta na ocasião. Os deputados federais Policarpo (PT-DF) e João Dado (PDT-SP) foram à Assembleia para ouvir demandas dos servidores sobre a Lei de Greve do Serviço Público e a valorização da categoria.

O Fonacate apresentou a Policarpo o Projeto de Lei feito pelas carreiras regulamentando as greves no funcionalismo. O parlamentar pediu para receber uma cópia do documento e afirmou que muitos dos pontos tratados ali devem ser abordados num projeto final a ser votado no Congresso.

Já João Dado focou sua fala na valorização dos servidores. Preocupado com o tema, o deputado pediu um engajamento político mais enfático das carreiras típicas de Estado para evitar um enfraquecimento do funcionalismo.

Fonte
Assessoria de Comunicação ANESP, com informações da Ascom/Fonacate