Falhas no edital do concurso para EPPGG entram na pauta da mídia

Veículos de comunicação repercutem nota da ANESP. Entidade de defesa dos concurseiros promete entrar na Justiça contra as normas


 Foto: Free Stock Photo

Foto: Free Stock Photo

 As falhas no Edital do concurso público para EPPGG, publicado no Diário Oficial da União na última sexta-feira (07), repercutem na mídia e na sociedade. Com mais de 5 mil acessos, de acordo com números extraídos do site da ANESP, a nota divulgada pela Associação na terça-feira (11) serviu de subsídio para que diversos veículos de imprensa informassem os problemas encontrados nas regras do certame. 

Leia aqui a nota da ANESP

O assunto foi pauta no site do jornal “O Globo”, no blog do jornalista Fernando Rodrigues (UOL) e na coluna do jornalista Cláudio Humberto. Os textos expõem o fato de o concurso dar peso excessivo à avaliação da experiência profissional na nota final dos candidatos.

- O Globo – “Experiência ganha peso no edital do Planejamento. Associação critica”
- Blog do Fernando Rodrigues (UOL) – “PT cria trem da alegria para funcionários sem concurso”
- Coluna do Cláudio Humberto – “Governo manobra para efetivar 'cumpanheirada'”

A sociedade também se movimenta contra o edital. Além da assessoria jurídica da ANESP, que estuda a melhor forma de questioná-lo, pessoas que se preparavam para o concurso estão enviando denúncias ao Ministério Público Federal relativas às regras do certame. Já a Associação Nacional de Defesa e Apoio aos Concurseiros (Andacon) entrou com mandado de segurança contra o normativo nesta quinta-feira (13).

Mais informações sobre o caso serão disponibilizadas em breve.

Fonte
Assessoria de comunicação ANESP