Ministra do MDS e EPPGGs lançam livro sobre o Plano Brasil sem Miséria nesta quarta (10)

Clipping: MDS / com adaptações
 Clique na imagem para ler o pdf do livro. Imagem: Reprodução 

Clique na imagem para ler o pdf do livro. Imagem: Reprodução 

O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) lança na próxima quarta-feira (10) o livro “O Brasil sem miséria”. A obra, organizada pela ministra Tereza Campello e pelos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGG) Tiago Falcão e Patricia Vieira da Costa, conta com 32 artigos sobre o desenho, a implementação, o monitoramento e os resultados do Plano Brasil sem Miséria.

Coordenado pelo MDS e implementado em parceria por 22 ministérios e por todos os estados e municípios brasileiros, o Plano Brasil sem Miséria foi organizado em três eixos: um de garantia de renda, para alívio imediato da situação de extrema pobreza; outro de acesso a serviços públicos, para melhorar as condições de educação, saúde e cidadania das famílias; e um terceiro de inclusão produtiva, para aumentar as capacidades e as oportunidades de trabalho e geração de renda entre as famílias mais pobres. Tudo isso perpassado pela estratégia de Busca Ativa, que faz com que o poder público vá até onde as pessoas mais pobres estão. 

Prefaciado pela presidente da República, Dilma Rousseff, o livro traz artigos dos seus três organizadores, do coordenador do Sistema ONU e representante do PNUD no Brasil, Jorge Chediek, dos ministros José Henrique Paim Fernandes (Educação), Marcelo Neri (Assuntos Estratégicos) e Gilberto Carvalho (Secretaria Geral), do presidente do Sebrae, Luiz Barretto, do presidente do Ipea, Sergei Soares, da coordenadora da política para o desenvolvimento da primeira infância no município de São Paulo, Ana Estela Haddad, do secretário nacional de economia solidária, Paul Singer, e de muitos outros.

“O MDS decidiu organizar este livro para evitar que o histórico da construção do Plano Brasil sem Miséria se perca”, explicam os gestores Tiago Falcão, que é secretário extraordinário para superação da extrema pobreza, e Patricia Vieira da Costa, secretária substituta. “Um segundo motivo foi mostrar a força que a atuação decidida e concertada tem para modificar a realidade”. 

Os resultados do Plano (de 2011 a outubro de 2014) falam por si: 22 milhões de pessoas superaram a extrema pobreza com o Bolsa Família; 1,35 milhão de famílias que eram extremamente pobres foram incluídas no Cadastro Único pela Busca Ativa, e imediatamente entraram no Bolsa Família; mais de 1,5 milhão de pessoas de baixa renda se inscreveram em cursos de qualificação profissional do Pronatec; mais de 400 mil beneficiários do Bolsa Família se formalizaram como microempreendedores individuais; 3,6 milhões de pessoas do Bolsa Família fizeram operações de microcrédito produtivo orientado do Programa Crescer; 349 mil famílias de agricultores de baixíssima renda do semiárido receberam serviços de assistência técnica; 750 mil cisternas foram entregues no semiárido; 702,8 mil crianças do Bolsa Família estão matriculadas em creches; 35,7 mil escolas com maioria de estudantes do Bolsa Família agora tem ensino em turno integral com o Programa Mais Educação.

Clique aqui para ler o livro.

Serviço
Evento: Lançamento do livro “O Brasil sem miséria”
Data: quarta-feira, 10 de dezembro de 2014, às 18h30
Local: Centro de Eventos e Treinamento (CET) da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Comércio (CNTC), Quadra 902 Sul

Fonte: MDS