"Câmara volta aos trabalhos mais distante de uma Reforma da Previdência”, diz ao Fonacate vice-líder do governo na Câmara deputado federal Rogério Rosso

 Presidente Alex Canuto, à esquerda, durante encontro com o Deputado Rogério Rosso, de terno claro à direita. Foto: Filipe Calmon / ANES

Presidente Alex Canuto, à esquerda, durante encontro com o Deputado Rogério Rosso, de terno claro à direita. Foto: Filipe Calmon / ANES

O Presidente da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (ANESP), Alex Canuto, esteve presente ao encontro desta terça-feira (6) do Fórum das Carreiras de Estado (Fonacate). O principal assunto debatido entre as lideranças foi a Reforma da Previdência. Rogério Rosso (PDB/DF), deputado federal vice-líder do governo na Câmara dos Deputados, esteve presente e avaliou como pouco provável que o governo consiga aprovar a matéria.

"Não acho impossível, mas acho muito pouco provável que tenha uma relação exitosa, por parte do governo, na Reforma da Previdência, principalmente porque o tempo corre em desfavor do governo: última legislatura, ano eleitoral”, avaliou Rosso. Segundo o parlamentar, "a Câmara volta aos trabalhos mais distante de uma reforma”.

O Presidente da ANESP, Alex Canuto, manifestou o posicionamento do Fonacate. “O governo errou ao mudar o foco de sua propaganda pró-reforma. Errou ao substituir o discurso do ajuste fiscal pela acusação pura e simples de que todos os servidores públicos seriam privilegiados, quando na verdade os expoentes do atual governo estão entre maiores privilegiados do país, ou seja, entre aqueles que dependem de foro privilegiado pra escapar da justiça. Não vamos sentar pra negociar enquanto o governo não parar com esses ataques levianos aos servidores concursados", aponta Canuto.

O deputado federal Rogério Rosso diz concordar com o posicionamento do Fonacate. “Eu disse ao Presidente Temer que é preciso dar ouvidos ao que o Fonacate está dizendo para tentar melhor o texto, que é muito ruim. Da forma como está, disse ao Temer, é melhor tirar o tema da pauta para o governo não sair derrotado”, relembrou.

O deputado ainda se colocou à disposição do Fórum para auxiliar na construção de um novo texto de reforma previdenciária, que seria apresentado como alternativa à PEC 287. Também compareceu à reunião o Vice-Governador do Distrito Federal, Renato Santana.

Clique aqui e leia mais sobre o encontro no site do Fonacate.