Encerramento de seminário internacional apresenta desafios e perspectivas de desenvolvimento, governança e inovação no Brasil

Luis Felipe Monteiro, Diretor do Departamento de Modernização da Gestão Pública do MP. Foto: Enap

Luis Felipe Monteiro, Diretor do Departamento de Modernização da Gestão Pública do MP. Foto: Enap

Clipping: Enap

Promover a reflexão e o debate propositivo a respeito do cenário atual e das perspectivas do desenvolvimento, da governança e da inovação no Brasil e no mundo, com vistas à construção de uma agenda de temas e prioridades estratégicas de governo para os próximos anos. Este foi o objetivo do Seminário Internacional Governança, Inovação e Desenvolvimento, que se encerrou nesta quarta-feira (21), em Brasília.

"O maior desafio do Brasil hoje é ter a cidadania como centralidade. Saímos daqui com a provocação de pensar o Brasil como uma sociedade capaz de inovar, alcançar igualdade e inclusão social”, afirmou o diretor de Comunicação e Pesquisa da Escola Nacional de Administração Pública (Enap), Fernando Filgueiras.

Segundo Filgueiras, o atual momento é propício para pensar os rearranjos institucionais e organizacionais dos governos federal, estadual e municipal, “de forma mais eficiente, com inovações sustentáveis, com o compromisso de produzir uma sociedade mais democrática, mais inclusiva e capaz de prestar serviços mais rápidos voltados ao cidadão", disse.

Com relação às perspectivas, o diretor da Enap afirmou que “elas são as mais positivas possível, pois estamos incentivando a inovação e a motivação para que esses rearranjos institucionais e organizacionais sejam produzidos e que, sobretudo, produzam mudanças positivas à sociedade”.

Já o diretor do Departamento de Modernização da Gestão Pública do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP), Luis Felipe Monteiro, incentivou os participantes a repensar a inovação como forma de melhorar a gestão das organizações e políticas públicas, contribuir para o aumento da qualidade dos serviços prestados à população e tornar mais eficiente as respostas do Estado diante das demandas da sociedade.

“Desenvolvam projetos com potencial transformador que tenham maior impacto na vida do cidadão. Testem e experimentem, sem medo de falhar. Depois avaliem os resultados e compartilhem sua história conosco”, afirmou Luis Felipe.

Embora as conferências magnas, palestras e mesas-redondas do Seminário Internacional Governança, Inovação e Desenvolvimento tenham chegado ao fim, as atividades da II Semana de Inovação em Gestão Pública seguem a programação até esta quinta-feira (22), com arenas de inovação simultâneas, que são cursos de capacitação gratuitos, com especialistas nacionais e internacionais.

Sobre o Seminário Internacional Governança, Inovação e Desenvolvimento e a II Semana de Inovação em Gestão Pública

Promovidos pela Enap e pelo MP, os eventos reúnem líderes governamentais e expoentes dos setores privado e acadêmicos nacionais e internacionais, com o objetivo de promover a reflexão e o debate propositivo a respeito do cenário atual e das perspectivas do desenvolvimento, da governança e da inovação no Brasil e no mundo, com vistas à construção de uma agenda de temas e prioridades estratégicas de governo para os próximos anos.

Voltados a especialistas e dirigentes dos governos federal, estadual e municipal; representantes dos poderes Legislativo e Judiciário; do Ministério Público; de governos estrangeiros e organizações internacionais; de instituições de ensino e pesquisa e da sociedade em geral, os eventos visam fomentar debates sobre temas relacionados ao papel do Estado na promoção do desenvolvimento e da inovação em suas diversas vertentes.