Inscrições abertas para programa de bolsas de estudo na Hungria e Alemanha

Alunos passarão a maior parte do tempo em Budapeste, capital da Hungria. Foto: José Hidalgo

Alunos passarão a maior parte do tempo em Budapeste, capital da Hungria. Foto: José Hidalgo

O Global Challenges Fellowship (GCF) está com inscrições abertas para o programa de bolsas do ano letivo iniciado no segundo semestre de 2017. Os contemplados receberão ajuda de custo mensal, subsídio de alojamento, custeio de até 100% das passagens aéreas e seguro saúde. Os interessados devem se candidatar até 17 de novembro.

O programa é fruto de parceria entre a School of Public Policy (SPP), o Institute for Advanced Study at Central European University (CEU IAS), ambos de Budapeste, na Hungria, e o Global Public Policy Institute (GPPi), de Berlin, na Alemanha. Por isso, as pesquisas serão desenvolvidas nos dois países, de 1 de outubro de 2017 a 30 de março de 2018 em Budapeste e desta data até 30 de maio de 2018, em Berlim.

Para este ano, o GCF procura ideias e projetos inovadores que lidem especificamente com questões de governança e desafios globais. Com este foco, candidatos podem se inscrever para temas que correspondam às seguintes áreas:

Desenvolvimento e governança (especialmente políticas de educação, saúde pública ou política sobre dorgas); Governança da Internet (especialmente regras para a transferência de dados através das fronteiras e segurança cibernética); Modificando instituições globais (especialmente acordos multilaterais como BRICS, Ásia Infrastructure Investment Bank (AIIB), iniciativas de conectividade regional e cooperação Sul-Sul).

Clique aqui (em inglês) e saiba mais sobre a seleção.

Global Challenges Fellowship

O Global Challenges Fellowship reúne estudiosos de crescente potências não ocidentais para explorar questões de humanidades ou ciências sociais relevantes para os atuais e mais importantes desafios em políticas públicas. GCF promove novas formas de colaboração científica e reforça a cooperação transnacional e interdisciplinar entre os parceiros regionais e internacionais.