Manifestação de Servidores Públicos abre Campanha Salarial 2015

 Manifestantes aglomerados na portaria do bloco K. Foto: Filipe Calmon / ANESP

Manifestantes aglomerados na portaria do bloco K. Foto: Filipe Calmon / ANESP

Com passeata entre a Catedral de Brasília e o bloco K da Esplanada dos Ministérios, onde funciona a sede do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MP), servidores públicos federais iniciaram, na manhã da quarta-feira (25), a Campanha Salarial 2015. O evento foi organizado pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos, cuja agenda foi reforçada com cartazes, faixas, carro de som e apitos.

As bandeiras erguidas pelo Fórum passam por reposição de perdas inflacionárias acumuladas desde agosto de 2010 (25,3%) mais ganho real de 2%, compondo o índice linear de reajuste de 27,3%. Além disso, requer que seja fixada data-base em 1º de maio; paridade entre ativos, aposentados e pensionistas; incorporação de gratificações produtivistas; isonomia de benefícios entre os servidores dos Três Poderes; e a revogação das Medidas Provisórias 664 e 665, que alteram direitos trabalhistas.

Os manifestantes pediram ainda audiência com o Ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, para aquele momento. A assessoria do Ministro informou que ele se encontrava em viagem, impossibilitando, portanto, o encontro. Novas manifestações são projetadas pelo grupo que determinaram os dias 7, 8 e 9 de abril para novas mobilizações nacionais.