Em Assembleia, EPPGGs rejeitam novos termos e decidem não aderir ao ASAClub

 Associados decidem não aderir ao clube de benefícios. Foto: Filipe Calmon / ANESP

Associados decidem não aderir ao clube de benefícios. Foto: Filipe Calmon / ANESP

O ASAClub - Clube de benefícios, mudou os termos para a proposta de convenio com a ANESP, dias depois de os Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (EPPGGs) terem dado aval à sua assinatura, por meio de consulta eletrônica promovida pela Associação. Diante da nova política para adesões apresentada pela empresa, os Associados reunidos na tarde desta quarta-feira (16) em Assembleia Geral Extraordinária, decidiram por unanimidade não assinar contrato com o ASAClub.

Pelos novos termos apresentados à ANESP pelo Gerente de Convênios e Entidades do Asaclub, entidades que não representam carreiras ligadas ao Poder Judiciário não podem mais se filiar da maneira tradicional: com pagamento de mensalidade pela entidade ao Asaclub e acesso aos convênios para os seus associados. Na nova política, a ANESP teria que abrir uma conta no Asacred - cooperativa bancária criada pelo Asaclub e vinculada ao Sicoob - para viabilizar os descontos para a base de EPPGGs filiados. Poderiam, então, usufruir dos benefícios os EPPGGs que também se tornassem clientes do Asacred.

Os novos termos foram rejeitados pelos Associados. Desta forma, a ANESP não assinará contrato com o ASAClub.