ANESP e França se aproximam em busca de cooperação técnica

 Alex Canuto, João Aurélio, Alexandra Mias e Mathieu Tasse. Foto: Filipe Calmon / ANESP

Alex Canuto, João Aurélio, Alexandra Mias e Mathieu Tasse. Foto: Filipe Calmon / ANESP

A Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (ANESP) e a Embaixada da França retomaram, na última quinta-feira (01), diálogo visando estreitar a relação entre as entidades. O Presidente e o Diretor Jurídico da ANESP, João Aurélio e Alex Canuto, representaram os Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental – EPPGGs (também conhecidos como gestores governamentais). Alexandra Mias e Mathieu Tasse, Adida e Assessor de Cooperação Técnica da Embaixada da França, respectivamente, representaram a França.

O Presidente João Aurélio discorreu sobre a capilaridade estratégica dos EPPGGs no alto da burocracia estatal brasileira. Explicou que a Escola Nacional de Administração (ENA), da França, é inspiração para Enap, que é escola de formação dos gestores governamentais. “A ENA e a Enap têm vocações muito próximas, ambas existem para formar um corpo de servidores públicos vocacionados a garantir a profissionalização e excelência no serviço público”, relembrou João Aurélio.

Alex Canuto, ex-aluno da ENA, enumerou as vantagens da aproximação entre os membros da Carreira e a França. “Há vários EPPGGs interessados em estudar na ENA e nem sempre é fácil obter informações sobre os cursos e as bolsas. A ANESP pode auxiliar nessa intermediação e fazer a ponte entre os dois países, com a cooperação inestimável da Embaixada da França”.

As sugestões foram aceitas com entusiasmo pela equipe técnica da Embaixada. "Temos interesse em nos aproximar da ANESP e dos EPPGGs. Faz parte de nossas atividades buscar esse tipo de aproximação visando cooperação técnica. Temos intenção em participar de eventos e congressos organizados pela ANESP e queremos tê-los ao nosso lado em nossos eventos”, avaliou Mathieu Tasse. Alexandra Mias reforçou a intenção dos franceses em avançar ainda mais nesse relacionamento. “Um de nossos objetivos aqui é apoiar a formação dos funcionários públicos brasileiros. E queremos atuar com os trabalhadores federais, estaduais e municipais”.