“Esse Congresso é a realização de um sonho”

Congresso Brasileiro de Gestores Públicos reúne autoridades de diversos países e estados brasileiros; evento vai até sábado (19) no Lake Side

 Foto: Ascom ANESP

Foto: Ascom ANESP

Com ampla presença de EPPGGs e gestores estaduais de nove estados, teve início nesta quinta-feira (17) o Congresso Brasileiro de Gestores Públicos. A abertura contou com participação do presidente da Enap, Paulo Sérgio de Carvalho, do subchefe de Análise e Acompanhamento de Políticas Governamentais da Casa Civil da Presidência da República, Luiz Alberto dos Santos, do secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, e do diretor-presidente da ANESP, Trajano Quinhões. A palestra de abertura ficou por conta do professor PhD da Escola de Administração da Fundação Getúlio Vargas, Paulo Motta.

O presidente da ANESP ressaltou a importância da realização do Congresso, que primeira vez reuniu as experiências de gestores federais e estaduais para contribuir para a discussão do futuro das carreiras e modernização da máquina pública.

“Os gestores e suas associações precisam se tornar politicamente importantes para terem força e voz. Precisamos de medidas corajosas que construam uma administração publica profissionalizada e traga impactos para a população”.

Trajano também reforçou um dos principais objetivos do Congresso, o lançamento de uma federação de carreira de gestores federais, estaduais e municipais. “Estamos apoiando essas iniciativas nos estados e municípios”, afirmou.

Convidados da mesa de abertura do evento, o secretário-executivo do Ministério do Meio Ambiente, Francisco Gaetani, lembrou as dificuldades enfrentadas pela carreira, desde seu início, para se firmar e ganhar respeito dentro da Administração Pública.

“Para muitos de nós, das primeiras turmas, esse congresso é a realização de um sonho, é um encontro de muitas histórias que convergem na mesma direção”, afirmou Gaetani. O secretário lembrou também que a carreira teve de enfrentar, no começo, o estigma que acompanha o funcionalismo público em geral.

“Não temos uma cultura em serviço da sociedade. O estigma de um serviço público que trabalha para si próprio é muito forte. Temos de estar atentos a isso”, disse reconhecendo o amadurecimento, mas também os desafios que a carreira ainda enfrentará.

Para encerrar a noite de abertura, o professor Paulo Motta apresentou a palestra “Gestores Públicos de Carreira e os Desafios da Gestão de Políticas Públicas”. Motta destacou que o novo papel da gestão pública está cada vez menos restrita e que está inserida como parte de uma rede mundial que busca diminuir os custos na Administração Pública. “São redes produtivas, que geram a interdependência”, explicou, destacando valor do empreendedorismo nas nações emergentes.

A programação do Congresso continua nesta sexta-feira, com os painéis debatendo os três eixos do Congresso.

Venha participar!

Congresso Brasileiro de Gestores Públicos – O Estado para o Cidadão
Brasília, 17 a 19 de outubro de 2013
Local: Lakeside Convention & Resort – SHTN Trecho 01 Lote 02, Projeto Orla 3 – próximo ao Palácio da Alvorada.

 Fonte: Assessoria de Comunicação ANESP