ANESP saúda Nelson Barbosa, próximo Ministro do Planejamento

 Barbosa é carioca, formado em economia pela UFRJ. Foto: Marcelo Klotz / ACS/MF

Barbosa é carioca, formado em economia pela UFRJ. Foto: Marcelo Klotz / ACS/MF

Ministra Miriam Belchior continua despachando no período de transição

O Palácio do Planalto confirmou que Nelson Barbosa será o próximo ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão. O anúncio foi realizado na tarde desta quinta-feira (27), juntamente com o de Joaquim Levy para o Ministério da Fazenda e da manutenção de Alexandre Tombini como presidente do Banco Central. Os novos ministros, porém, não tomarão posse imediatamente. A Presidência da República abriu um período de transição, onde Miriam Belchior e Guido Mantega seguem despachando da Esplanada dos Ministérios enquanto os novos ministros montam um plano de ajuste da economia diretamente do Palácio do Planalto, com a presidente Dilma Roussef. Esse período de transição não tem data prevista para encerramento.

O presidente da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (ANESP), João Aurélio, saúda o novo Ministro do Planejamento. “A ANESP vê com grande alegria a nomeação do novo Ministro do Planejamento. Temos certeza de que foi escolhida a pessoa certa para a coordenação estratégica de um novo patamar de desenvolvimento econômico. Ele pode contar, com toda certeza, com a Carreira. Os gestores estão prontos para atender o país, o Estado e para atender o novo Ministro Nelson Barbosa”, assegura.

 Barbosa é Doutor em economia pela New School for Social Research, de Nova York. Foto: André Corrêa / PT no Senado

Barbosa é Doutor em economia pela New School for Social Research, de Nova York. Foto: André Corrêa / PT no Senado

Confira a íntegra do primeiro pronunciamento de Nelson Barbosa, após a indicação oficial para o Ministério do Planejamento:

“Agradeço a confiança da presidenta Dilma Roussef e a oportunidade de assumir o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Muito obrigado, presidenta. Esteja certa de que dedicarei toda minha energia e esforço para honrar sua confiança e contribuir para o desenvolvimento do nosso país. É uma grande honra e também um grande desafio suceder a ministra Miriam Belchior, amiga de longa data, que com sua liderança e dedicação conduziu de forma exitosa o ministério nesse período de governo.

Nesse novo ciclo, trabalharei em conjunto com os demais membros da equipe econômica, atual e futura, para o crescimento da economia brasileira com controle rigoroso da inflação, estabilidade fiscal e geração de emprego. Como desafio mais imediato, trabalharei na adequação da proposta orçamentária de 2015 ao novo cenário macroeconômico e ao objetivo de elevação gradual do resultado primário, como já apontado pelo ministro indicado para a Fazenda, Joaquim Levy. Ainda no orçamento federal, darei continuidade ao processo de melhoria da eficiência do gasto público, mediante a modernização da gestão e avaliação de custo-benefício dos diversos programas de governo, em colaboração com os demais ministros. Além disso, e com o mesmo empenho, atuarei pela desburocratização e melhoria da qualidade dos serviços públicos prestados aos cidadãos.

Assumirei, também, a coordenação dos programas de investimento do Governo Federal. Essa coordenação inclui tanto o gasto público direto via orçamento geral da União, como o PAC e o Minha Casa, Minha Vida, como também o programa de concessões de infraestrutura e logística. A coordenação de investimentos inclui, ainda, as parcerias público-privadas, chamadas PPPs, que procurarei desenvolver e ampliar nos próximos anos, assim como fontes alternativas de financiamento público e privado de longo prazo.

Por fim, gostaria de destacar que trabalharei especialmente em iniciativas para aumentar a taxa de investimento e a produtividade de nossa economia de modo a possibilitar o crescimento mais rápido da renda per capta com estabilidade monetária. Nesse processo, conto com a colaboração do setor privado, dos parlamentares, dos governadores e dos prefeitos, que continuarão a encontrar no Ministério do Planejamento uma oportunidade de diálogo para a construção conjunta de políticas para o desenvolvimento de nosso país. Diante de todos os desafios, o maior deles é colaborar com todos os ministros  para a melhoria da qualidade de vida do cidadão brasileiro. Esse é o objetivo principal da política econômica e é com essa motivação que conduzirei o trabalho no Ministério do Planejamento. Muito obrigado a todos."


A ANESP convida os EPPGGs que já trabalharam com Nelson Barbosa a enviar depoimentos e mensagens de parabenização, de preferência com foto, para o e-mail ascom@anesp.org.br. Esse material fará parte de matéria especial e será encaminhado ao novo Ministro.