Encontro na Seges debate mobilidade, capacitação e a presença da ANESP no Comitê Consultivo

 Os EPPGGs Tito Fróes, Aline Soares, Gleisson Rubin e Alex Canuto. Foto: Filipe Calmon / ANESP  

Os EPPGGs Tito Fróes, Aline Soares, Gleisson Rubin e Alex Canuto. Foto: Filipe Calmon / ANESP
 

Na tarde desta quarta-feira (28), o Presidente da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas (ANESP), Alex Canuto, reuniu-se com o Secretário de Gestão do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento de Gestão (Seges/MP), Gleisson Rubin, a Secretária-Adjunta da pasta, Aline Soares, e o Coordenador-Geral de Gestão das Carreiras Transversais, Tito Fróes.

Durante a reunião, foram discutidos temas de interesse da Carreira de EPPGG, como Comitê Consultivo, Programa de Capacitação de Longa Duração (PCLD) e mobilidade.

Confira abaixo os principais pontos da reunião.

Comitê Consultivo

Demanda antiga da Associação, a institucionalização da presença da ANESP no Comitê se tornará realidade a partir da próxima edição de Portaria que regulamenta sua atividade. De acordo com os dirigentes da Seges, o instrumento será publicado até a próxima semana. A Escola Nacional de Administração Pública (Enap) também terá sua presença institucionalizada na Portaria.

PCLD

Atendendo a pleito de associados, levado à reunião pelo Presidente Alex Canuto, o Secretário concordou em alterar, na seleção para as vagas de mestrado, o peso dado aos dois blocos, trajetória profissional e projeto de pesquisa, de 4 e 6, respectivamente, para 3 e 7. Já para as vagas de doutorado, os pesos seguem 4, para a trajetória profissional, e 6, para o projeto de pesquisa, conforme a última Portaria sobre PCLD publicada.

Mobilidade

Demandas individuais de associados foram levadas pelo Presidente da ANESP e respondidas pela equipe da Seges. De modo geral, o entendimento é de que a mobilidade está ocorrendo de forma satisfatória de acordo com o normativo vigente. Ainda assim, alguns instrumentos de aperfeiçoamento devem ser implementados nas próximas semanas, entre os quais destacam-se:

Portaria Seges/SPU - Até a próxima semana deverá ser editada Portaria para elencar critérios para a requisição e movimentação de EPPGGs para as unidades da Secretaria de Patrimônio da União fora do Distrito Federal. Essa Portaria tramitou no Comitê Consultivo da Carreira e foi por ele aprovada.

Tabela com quantitativo ideal de EPPGG por órgão - A Seges estudará como dar publicidade prévia sobre as possibilidades para mobilidade de EPPGG por órgão, a fim de evitar que os esforços para movimentação do servidor esbarrem em negativa da Seges devido ao excesso de EPPGGs na lotação pretendida.