Comissão Eleitoral - Respostas das chapas às perguntas de associados não respondidas no debate

 Foto: Sara Melo

Foto: Sara Melo

Conforme descrito nas regras do Debate Eleitoral da ANESP (item 2.5), realizado em 24 de novembro de 2015, a Comissão Eleitoral publica abaixo a íntegra das respostas às perguntas de associados não sorteadas para serem feitas presencialmente no evento, dirigidas aos candidatos à Presidência da ANESP. O prazo para recebimento se manteve aberto até as 9h desta quinta-feira, 26 de novembro de 2015, e apenas a chapa Diversidade e Independência enviou o material (transcrito abaixo na íntegra).

Veja o vídeo completo do debate

PERGUNTAS E RESPOSTAS

1. Qual proposta para inserção estratégica da carreira em momento de crise? A carreira vem perdendo espaço e já passou por altos e baixos. Explique qual seria essa estratégia

Diversidade & Independência - Não é correto afirmar que a carreira vem perdendo espaço, ela já perdeu no passado mas hoje está recuperando. Do ponto de vista institucional, o pior momento da crise da carreira já passou, que foi quando estivemos sob ameaça de total desestruturação durante a gestão da antiga secretária da SEGEP. Foi quando perdemos a mobilidade, o afastamento para estudos e o concurso meritocrático. Mas com a saída da antiga secretária e o abandono deste projeto, pudemos restaurar o diálogo com a SEGEP e o momento atual é de reconstrução da terra arrasada. Os próximos passos para continuar avançando são o aperfeiçoamento das regras de mobilidade e afastamento, a elaboração de um edital de concurso sem vícios, a promoção do debate sobre a profissionalização da gestão pública, meritocracia e acesso a cargos públicos, a consolidação do Ciclo de Gestão e da Federação de Gestão Pública recém criada, entre outros.

2. Há espaço, há pertinência no que diz respeito aos objetivos da ANESP, para militância político partidária por parte da Associação, ou esse tipo de atividade atrapalha?

Diversidade & Independência - Com certeza atrapalha. As pessoas que compõem a carreira, diretoras da Anesp ou não, podem ter suas preferências ideológicas ou religiosas e militarem a favor do que acreditam em seus partidos, suas ONGs, suas igrejas, ter os seus blogs individuais, etc. Mas a ANESP deve ser sempre neutra e apartidária, pois o aparelhamento não só atrapalha como pode ser fatal para uma entidade. Por isso, é preciso tomar cuidado com os discursos eufemísticos, que pregam que uma entidade tem que "atuar politicamente para se fortalecer". Muitas vezes, isso é a deixa para usar a entidade segundo os interesses de um partido (qualquer partido) e não das pessoas da carreira.