Vídeo com lideranças das carreiras de Estado atinge mais de 50 mil visualizações em apenas dois dias

 Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

O Presidente da Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (ANESP), Alex Canuto, gravou vídeo, juntamente com outros líderes de carreiras de Estado filiados ao Fórum das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), contrapondo a propaganda do governo sobre a Reforma da Previdência e informações transmitidas pelo Presidente Temer em programas de auditório na televisão.

Em apenas dois dias no ar, a publicação do Fórum atingiu mais de 250 mil timelines de usuários, com mais de 6 mil compartilhamentos e mais de 50 mil vizualizações, só no Facebook. Além disso, foi republicado no Blog do Servidor, do Correio Braziliense. Os líderes das entidades voltam a se reunir na próxima semana para debater estratégias de combate à Reforma da Previdência.

"O governo Temer ainda não chamou as carreiras de Estado para conversar sobre a Reforma da Previdência, por isso as negociações não caminharam. O texto que está no Congresso não combate privilégios, ao contrário, ele mantém todos os privilégios da velha política brasileira. Quem ganha acima do teto vai continuar ganhando, as nomeações políticas de parentes e apadrinhados políticos vão continuar acontecendo e todo esse descalabro orçamentário se mantém. Para encobrir esse problema, é que ele ataca as pessoas que estudaram e passaram em concurso público, acusando-os injustamente de serem responsáveis por um déficit, que é causado claramente pelos descalabros da velha política brasileira. As carreiras de estado não vão permitir isso", enfatiza Alex Canuto durante o vídeo.

Além disso, o Presidente da ANESP enfatiza a importância de viralizar o material em redes sociais: "Nossa principal arma para combater a máquina de propaganda da velha política é a internet. É preciso espalhar esse conteúdo em mídias como o WhatsApp, por exemplo, pois temos que atingir pessoas que assistem a programas de auditório mas não estão em redes sociais".

Confira abaixo a íntegra do vídeo e compartilhe: